Espelho de Alma


Em cada palavra que escrevo,
procuro um caminho sem erros,
é como procurar um trevo de quatro folhas,
difícil, mas não impossível,
não tornando-o ilegível,

Em cada som que oiço,
fecho me em inúmeras vibrações,
atravesso um adormecido maroiço,
carrego um dilúvio de emoções,
correntes que me pesam a alma,

Só quero gritar aqui,
libertar me deste desassossego,
correr, correr sem desvanecer,
combater o meu ego,
rasgar estas linhas sem me perder,

Sentir uma explosão de LIBERDADE,
A sobrevivência do meu ser.









 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O contrário da Vida!!!

...Relembrar...Viver