Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2010

Assimetrias

Imagem
Saio de madrugada,
rumo as areias do tempo,
pisando o nocturno,
imaginando o diurno,
preso a uma pegada,
pesada,
castigada,
caio lentamente,
abro a minha mente,
olho em fúria o mar,
peço razão,
uma chave ao meu coração,
castigo poseidon,
liberta me deste inferno,
oiço chegar um abismo tão perto,
luto por liberdade,
uma oportunidade,
de repente uma chama,
trovões no fim do oceano,
sereias lançam me um encanto,
ergue se Zeus,
poderoso deus,
suspira um vento bonançoso,
olhar triunfante e glorioso,
ganho forças estranhas,
sinto me novo,
um verdadeiro heroi do povo,
levanto me e caminho,
em mim escreve se uma história,
encarando o futuro como uma vitória
tenho uma luta para vencer,
longa estrada por percorrer,
nao quero olhar atras,
fechar uma porta,
saltar uma horta,
não sei por onde sigo,
espero um lugar amigo,
para renascer,
até lá hei-de combater,
sentir o escorrer de suor,
talvez dor,
emigrar,
imigrar,
vaguear por hemisférios,
lugares frios,
serei carta geográfica,
silenciosa esferográfica,
espero ser recordação,
melodia de canção,

Sonhos

Imagem
Se entre as areias deste vulcão,
entre abismos antagónicos,
palavras e simbolos heroícos,
escrevo na minha alma,
com nervosismo,
durante um sismo,
procurando por pausas,
virgulas de calma,
o teu nome em esfera,
o tempo não espera,
quero te agora,
sem demora,
devorar te em chamas,
ouvir o sucumbir dos teus labios,
dizendo que me amas,
entre caminhos e rios,
entre florestas,
fugimos,
subimos,
oiço um simples e belo batimento,
nas redondezas destas ervas,
nas profundezas de uma torre,
conquistamos as trevas,
o nosso amor ocorre,
o nosso sentimento se descobre...