Serão profundo

imagino esta rua,
varrida de preconceito,
crescida num velho bairro,
percorrida no seu estreito,
onde velhos trapos mendigam,
sentenceiam a sua alma,
outrora repleta de emoções,
agora moribundos,
pedem tostões,
pequenos ornamentos fundos,
triste arquitectura de humanidade,
enorme vaidade,
destroi este mundo,
este meu sentimento,
sobreviver neste poço,
nem sei se oiço,
choro sem razão,
triste minha nação,
pobreza minha,
tentação corrompida,
pensamento sem medida,
lanço palavras de desespero,
se encontrar te agora,
se nao fores embora,
apalparei,
sentirei,
esta areia vaga,
esta draga,
correntes prudentes,
me fazem sobreviver,
crescer,
neste mediando oriente...
... pensa
... lembra-te...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O contrário da Vida!!!

...Relembrar...Viver

Fugindo a Mágoas!!!