Sonhos


Se entre as areias deste vulcão,
entre abismos antagónicos,
palavras e simbolos heroícos,
escrevo na minha alma,
com nervosismo,
durante um sismo,
procurando por pausas,
virgulas de calma,
o teu nome em esfera,
o tempo não espera,
quero te agora,
sem demora,
devorar te em chamas,
ouvir o sucumbir dos teus labios,
dizendo que me amas,
entre caminhos e rios,
entre florestas,
fugimos,
subimos,
oiço um simples e belo batimento,
nas redondezas destas ervas,
nas profundezas de uma torre,
conquistamos as trevas,
o nosso amor ocorre,
o nosso sentimento se descobre...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O contrário da Vida!!!

...Relembrar...Viver

Fugindo a Mágoas!!!