Semente


Entre as folhas deste jardim celestial,

encontrei ecossistemas,

animais esplendorosos,

fragmentos e ossos,

da tortura do nosso sistema,

do passado medieval,

algo ecoou,

o vento transportou,

uma sementinha alegre,

desviei uma folha de gengibre,

descobri um regalo,

um brilhozinho,

um enorme sininho,

verdadeiro espelho de transparência,

um fruto apetecível,

entre este mapa tropical germinaste,

admirável botão,

tornas me frágil,

fraco e pouco ágil,

adormeceste o meu corpo,

perdi me aqui e fiquei,

um aroma saciei,

poderosa atracção,

pequenos electrões em explosão,

adoraste os meus olhos,

desejo ser cravo,

sonho flutuante,

teu amante,

eterna vivacidade,

amnésia sem idade,

agora sou teu,

ego meu,

perdeste te na superfície,

tornaste te atrito a vida racional,

caminho sem sentido,

sim um pêndulo obscuro,

lançaste me um feitiço,

visão da atmosfera,

um teorema, uma esfera neste século,

voarei um dia como semente,

até lá morrerei a teu lado,

...serei teu amado.

o poeta

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O contrário da Vida!!!

...Relembrar...Viver

Espelho de Alma