A noite Dança


O vento sopra intensamente,
As folhas levantam se bruscamente,
Apanham este veleiro antigo,
Mas que sobrevive em terras longínquas,
Leva multidões,
Mergulha sete mares tormentosos,
Bravescas águas,
Sente o cheiro a trigo,
Medo dos leprosos,
Iça se sem remorsos,
Chegou a bonança,
A noite dança e tu descansas...

o poeta

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Refúgio

...Relembrar...Viver

Espelho de Alma